Espingardas

Espingardas de elásticos

A espingarda de elásticos para pesca submarina é uma arma para disparo de arpões, utilizada por mergulhadores para a captura de peixes na caça submarina.

 

O seu funcionamento inclui vários componentes, os quais são adaptados tendo em consideração o tipo de pesca submarina que o seu utilizador pretende executar.

Componentes e acessórios diversos: As espingardas de pesca submarina podem incluir ainda vários acessórios, em função das necessidades do utilizador ou da sua própria composição, tais como guia parcial ou integral, carreto com ou sem fio, destorcedores, amortecedores shock absorber, apoio de peito para carregamento dos elásticos, etc.
Destacamos os principais componentes:

Punho:

Este é um dos componentes que o utilizador analisa em maior profundidade e uma das principais preocupações na escolha de uma espingarda. Conforto e ajuste são as principais características a analisar.

Tubo:

O tubo pode ser redondo, com diversas secções, assim haja a opção por uma arma mais rápida (tubo mais fino) ou com maior força e alcance (tubo mais grosso). O tubo varia, também, em comprimento consoante a utilização da arma se destine a caçar em espaços mais pequenos (tubo mais curto) ou em água livre (tubo mais comprido. O tubo pode ainda ser oval, com o objectivo claro de uma melhor deslocação horizontal na água e uma superior estabilidade vertical para um aumento da capacidade de pontaria no tiro.

Arpão:

O arpão é impulsionado por um sistema de elásticos, com variadas bitolas e comprimentos, que é armado pela força do próprio caçador e, posteriormente, travado. O sistema é accionado por meio de um gatilho com segurança, que permite ao seu utilizador manobrar a espingarda sem o perigo de haver um disparo acidental.

Cabeça:

Na extremidade do tubo oposta ao punho, a espingarda é equipada com uma cabeça que suporta o sistema de elásticos e que serve de guia ao arpão para a saída do tiro. A cabeça é, igualmente, um componente a considerar com maior rigor na escolha da espingarda, já que a suavidade de saída do arpão é um ponto fundamental para a performance do equipamento. Existem cabeças para 2 e 4 elásticos e cabeças para elásticos de volta.